07/09/2015

"Não somos Deus", recorda Papa no Dia da Amazônia

937153_228718


Rádio Vaticana



Rio de Janeiro (RV) – Na noite de sábado, 5 de setembro, Dia da Amazônia, o Cristo Redentor foi iluminado com imagens da floresta para chamar a atenção da população brasileira e do mundo para a importância das áreas protegidas. A ação, promovida pelo WWF-Brasil, contou com fotos produzidas por destacados fotógrafos brasileiros.


Em mensagem especial enviada para a ocasião, o Papa Francisco disse que estava feliz com a iniciativa e citou sua encíclica Laudato si’:


“Possa o Santuário do Cristo Redentor, com a imagem de Jesus com seus braços abertos sobre a exuberante paisagem da natureza servir de lembrança que – Não somos Deus. A Terra existe antes de nós, e foi-nos dada. Isto implica uma relação de reciprocidade responsável entre o ser humano e a natureza. Cada comunidade pode tomar da bondade da Terra aquilo de que necessita para sua sobrevivência. Mas tem também o dever de proteger e garantir a continuidade da sua fertilidade para as gerações futuras”.


No mesmo dia, como parte da campanha, o WWF-Alemanha também chamou a atenção para as áreas protegidas do Brasil em uma celebração próxima à Catedral de Colônia. Lá, foram projetadas 150 fotos do brasileiro Sebastião Salgado, coletadas por ele em expedições pela Amazônia e que integram o projeto “Gênesis”.


As manifestações nas duas cidades ocorrem em um momento em que o mundo se prepara para as discussões sobre o acordo global para enfrentar as mudanças no clima da Terra – um tema em que as florestas têm papel crucial. A ação só foi possível graças à parceria entre o WWF-Brasil, a Arquidiocese do Rio de Janeiro e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio).


O superintendente executivo de Políticas Públicas e Relações Externas do WWF-Brasil, Henrique Lian, afirmou que a mensagem do Papa Francisco indica o quanto a conservação das florestas tropicais tornou-se uma preocupação mundial.


“O Papa já havia se manifestado sobre esse tema na sua encíclica, que trouxe para a vida do cidadão comum um sentimento proximidade e de respeito com a natureza. Agora ele reforça essa mensagem para esta ação e pede que ajudemos a cuidar da nossa casa comum”, ressaltou.


Futuro


Entre unidades de conservação (parques, reservas, estações ecológicas) e terras indígenas, as áreas protegidas brasileiras somam cerca de 2,6 milhões de quilômetros quadrados.


“Vamos pedir a Deus que ajude nossa sociedade a tomar consciência sobre a importância dessas áreas, para que elas possam durar para sempre, em nome das futuras gerações”, salientou o Padre Omar Raposo, Reitor do Santuário Cristo Redentor, representante da Arquidiocese do Rio de Janeiro.


(Arqrio/BF)


(from Vatican Radio)



"Não somos Deus", recorda Papa no Dia da Amazônia

Nenhum comentário :

Postar um comentário