12/05/2016

13 de maio, a oração pelo Papa 35 anos depois do atentado

Por Angela Ambrogetti



Papa Francisco diante da Virgem de Fátima / Foto: L’Osservatore Romano


VATICANO, 12 Mai. 16 / 03:00 pm (ACI).- Tudo aconteceu exatamente há 35 anos. A noite do 13 de maio de 1981, enquanto São João Paulo II estava entre a vida e a morte no Policlínico Gemelli depois do atentado na Praça de São Pedro. Justo aí, nesse mesmo lugar, milhares de pessoas rezam juntas o Terço com a Virgem de Fátima.


A cada ano, a oração é repetida para agradecer o milagre, para rezar pelo Papa. De uma pequena paróquia de Santa Ana no Vaticano se inicia uma pequena procissão a cada noite de 13 de maio, rezando o terço, até chegar na varanda do Palácio Apostólico.


A cada vez que janelas se abrem e se iluminam, o Papa demostra com discrição seu agradecimento. É um diálogo de oração, silencioso e delicado. Entre os fiéis que rezam está também Angelo Gugel, camareiro de São João Paulo II, o homem que o acompanhou naquele dia 13 de maio depois dos disparos.


Passados alguns anos e também depois da morte de São João Paulo II, a tradição continua. Já não fazem uma procissão, mas uma oração solene pedindo pela saúde do Papa Bento XVI e agora pelo Papa Francisco, na igreja de Santa Ana.


Neste ano, no dia 13 de maio, às 20h30, rezarão “para que a Virgem Maria cuide da saúde física do Papa Francisco, assim como sua fé viva, iluminada e corajosa, por meio da qual confirma os irmãos e promove no mundo inteiro os valores do amor e da paz”.



13 de maio, a oração pelo Papa 35 anos depois do atentado

Nenhum comentário :

Postar um comentário